Chai Carioni


LIDERE A SI MESMO E GERE IMPACTO NAS PESSOAS




As competências intrapessoais, ligadas ao autoconhecimento e as habilidades ligadas ao relacionamento humano, formam o que eu chamo de forças da liderança.

Ser líder de si mesmo representa o desejo de permanecer em movimento com equilíbrio entre o mental, o físico e o emocional, com contínua experiência no desenvolvimento da comunicação para gerar impacto nas outras pessoas.

Segundo Albert Merabiam, em seu livro Silent Messages:

  • 55% do impacto da nossa comunicação é não verbal, representada por nossa postura, gestos, contato visual. Você já ouviu a expressão sobre a primeira impressão é a que fica, pois então sabe sobre o que estou falando aqui.
  • 38% do impacto está no “como” nos expressamos = o tom de voz, o volume e timbre da nossa voz, assim como o estilo da nossa linguagem falada ou escrita (caixa alta ou baixa), por isso que quando construímos um estudo de branding pessoal ou da nossa marca, este termo chamado tom de voz passa ser considerado.
  • Apenas 7% do impacto da nossa comunicação é as palavras propriamente ditas. Não é o que dizemos, mas como dizemos que faz toda a diferença.

A comunicação assertiva é uma competência de liderança – do campo da inteligência emocional – que pode ser considerada como um ponto forte por estar entre os dois extremos que é ser impositivo (agressão) ou ser omisso (submissão) no próprio posicionamento. Mais uma vez a busca pelo equilíbrio sem deixar de ser autêntico irá fazer você crescer e aparecer por conta da sua comunicação ativa.

Ser assertivo é saber expor sua própria opinião percebendo os bastidores da situação, considerando a visão macro (dar um zoom out) e defender seus próprios argumentos com intenção positiva, utilizando formas de expressão que representam ideias, valores, conhecimentos e experiências de vida. As pessoas são diferentes, o que faz com que suas expressões no mundo também sejam feitas de formas distintas, sem julgamento, nem certas e nem erradas, mas diferentes e começa por reconhecermos isso para fazermos nossa parte. Alguns exemplos de onde podemos aplicar constantemente a comunicação positiva no nosso dia a dia:

– Relacionamento amoroso;

– Negociação com clientes;

– Educação dos filhos e convívio familiar com pessoas de diferentes gerações;

– Formação, treinamento e desenvolvimento de equipe.

Na antiguidade grega, o comportamento humano era comparado aos 4 elementos da natureza: água, terra, fogo e ar. Hipócrates, considerado o pai da medicina ocidental, falou sobre o equilíbrio dos os quatro fluídos corporais essenciais, como sangue, bile negra, bile amarela e fleuma, sendo estes a base de percepção do temperamental conceito de colérico, sanguíneo, fleumático e melancólico.

William Marston construiu o modelo DISC -sigla que representa dominância, influência, estabilidade e conformidade. A maioria dos critérios normalmente utilizados para recrutamento, seleção, gestão de liderança e gerenciamento de performance são feitos com base neste método.

Tente identificar o seu perfil comportamental pela breve descrição que trouxe aqui, mas saiba que você pode (e deveria) buscar testes mais aprofundados com profissionais especializados, pois estes além de aplicar o assessment devem saber dar o melhor feedback possível e construir um PDI – plano de desenvolvimento pessoal, baseado em seus objetivos.

1 – COMUNICADORES

Perfil DISC I – Influência
São motivados pelo reconhecimento, gostam de estar entre pessoas, pois são festivos, animados e descontraídos, gostam de viajar e sair, isso os tornam mais sociáveis. Tendem a serem líderes natos. Costumam se comprometer com mais coisas do que realmente podem cumprir.

Dicas para o desenvolvimento:

  • Escute, pergunte. Pare e reflita. Considere
  • Desenvolva habilidades de gerência do tempo
  • Controle os impulsos
  • Torne-se mais reflexivo
  • Evite ficar perto de pessoas negativas, frias ou pessimistas
  • Evite trabalhar sozinho

2 – EXECUTORES

Perfil DISC D – Dominância
São motivados pelos resultados, sendo dinâmicos, competitivos e ousados. São movidos pela ação e são muito comerciais. Possuem grande senso de urgência e agem com confiança e eficiência. Como líderes geralmente precisam trabalhar a empatia.

Dicas para o desenvolvimento:

  • Pare para analisar melhor as informações, assim suas ações terão mais embasamento
  • Em um trabalho em equipe, busque esclarecer seu raciocínio antes de simplesmente comunicar sua decisão
  • Ouça outras opiniões, respeite ideias de outros
  • Desenvolva paciência e cooperação
  • Evite ser rude ao ponto de ofender as pessoas

3 – PLANEJADORES

Perfil DISC S – Estabilidade
São sociais e trabalham muito bem em equipe. Motivado pela associação, ou seja, gostam de receber apoio e apesar de na maioria das vezes falarem pouco, são muito observadores e excelentes aconselhadores, quando comprometidos entregam o resultado no seu tempo, mesmo parecendo ser mais lentos. Têm uma forma de seguir a vida com mais calma, paciência e consistência.

Dicas para o desenvolvimento:

  • Torne-se mais flexível com suas rotinas e se disponha a negociar a mudança
  • Desenvolva suas habilidades de assertividade, o óbvio precisa ser dito
  • Saiba que as pessoas não sabem o que você está sentindo ou pensando. Aprenda a se comunicar melhor
  • Evite receber as críticas a seu trabalho como algo pessoal
  • Evite ser rigoroso em excesso com você mesmo

4 – ANALÍTICOS

Perfil DISC C – Conformidade
São detalhistas que buscam ser especialistas naquilo que se propõem a fazer. Dedicam-se a saber muito sobre o assunto que irão assumir, são questionadores por natureza. Gostam de se sentir seguros e por isso evitam riscos ou imprevistos. Preferem ficar sozinhos, não demonstram empatia nos relacionamentos e por isso, podem ser mal interpretados.

Dicas para o desenvolvimento:

  • Busque se tornar mais aberto às formas de pensar das pessoas
  • Tente ser mais flexível com você mesmo – errar pode ser melhor do que procrastinar pela busca da perfeição
  • Não exagere nas críticas e autocríticas (principalmente)
  • Dê um novo significado aos imprevistos (aprendizagem diferente de punição)
  • Evite se isolar demais.

Como podemos saber se estamos comunicando certo?
Pelo resultado!

O resultado da sua comunicação está na resposta que você recebe.

Independentemente de seu perfil comportamental, seus objetivos devem estar claros para cada projeto que executa. Por mais que valorize a independência, reconheça os benefícios da colaboraço.

Revista Empreenda ed. 33, fev. 2020.

Curtiu? Comente.